Receba conteúdo exclusivo
sobre Transformação Digital
COMPARTILHE
  • ARTIGO: Muito estranho esse momento que vivemos. Não. Não estou falando do COVID-19., compartilhar no facebook.
  • ARTIGO: Muito estranho esse momento que vivemos. Não. Não estou falando do COVID-19., compartilhar no facebook.
  • Compartilhar por e-mail
ARTIGO: Muito estranho esse momento que vivemos. Não. Não estou falando do COVID-19.
17/03/2020

Todos os dias nos deparamos, além das notícias sobre o número de pessoas infectadas, com as ações que empresas do mundo todo estão fazendo para continuar em operação.

E fico surpreendido com muitas empresas, que nas redes sociais se mostram inovadoras e que se autoproclamam como cases de Transformação Digital, que agora, e só agora estão tomando providências pra colocar uma simples planilha na nuvem ou montam uma operação de guerra pra conseguir ter suas equipes trabalhando de forma remota.

Ontem vi numa matéria na TV, uma entrevista com uma das grandes prestadoras de serviços de Transformação Digital com vários notebook empilhados numa mesa, esperando o técnico instalar uns “programinhas” pro pessoal poder levar pra trabalhar em casa.

Ora, casa de ferreiro, espeto de pau?
Como confiar nessa empresa?
Como acreditar que ela pode ajudar sua organização a se preparar pra o futuro?

Se ela não consegue nem fazer a lição de casa?

Estou falando do comportamento das pessoas responsáveis pelas suas organizações.

Até poucos dias atrás, todos entendiam de transformação digital, davam conselhos, dicas, ensinamentos e muitos até vendiam consultoria, mentoria, ou seja lá o nome que quiserem dar.

Todo mundo era especialista. Pelo menos no papel.

Ai chega o COVID-19 e percebe-se que, além de especialistas em transformação digital também o são na área da saúde.

E com esse enooorme conhecimento, passaram a dar dicas de como se comportar nesse período, e o que fazer no ambiente de trabalho.

Mas foi ai que a máscara caiu.

Porque um dos três elementos chave de um projeto de transformação digital é exatamente os processos de negócios.

E estamos vendo esses mesmos "especialistas" em transformação digital mostrando que nas suas empresas a transformação tá só post-it e na sala de estar, com seus puffs coloridos, entre outras novidades como escorregador, sofá do sono, video-games...

Quantas startups, quantas empresas inovadoras e descoladas só agora estão começando a pensar nos seus processos internos e de negócios?

99% delas nunca se preparou de verdade pra esse momento.

É constrangedor ver empresas com pilhas de notebook na fila de espera do técnico instalar programas para quem for trabalhar em casa.

É humilhante ver o RH ficar sem saber o que fazer com contratos de trabalhos de dez mil anos atrás.

É triste ver o diretor marcando reuniões com seu time pra definir como irá controlar (?) os processos de negócios, já que agora todos terão que trabalhar sem o "olho do dono".

É inimaginável, uma reunião da área comercial pra definir como serão assinados os novos contratos, pois com o isolamento social, aquele momento desejado por todos na empresa, não poderá ser realizado da forma tradicional - contrato impresso, coleta de assinaturas, arquivamento do documento naquele armário no fim do corredor.

Você conhece uma empresa assim?
Claro que sim.

Jamais houve uma pauta para pensar na evolução dos processos internos, feitos da forma tradicional.

Jamais se pensou em contratos digitais?
Em documentos e rotinas de trabalho na nuvem?
Em trabalho remoto?
Em reuniões online?
Em ferramentas de gestão no modelo SaaS?
Quando que essas empresas pensaram de verdade na transformação digital do seu negócio?

Ou pensaram que transformação digital é ter um site bonitinho, redes sociais com posts descolados e uma ferramenta de inbound marketing, para automatizar sua comunicação?

Mas como tudo tem um lado bom, até que enfim está acontecendo. Se não por entendimento, pelo menos por necessidade.

Então, sejam bem vindos a Transformação Digital de verdade.

Agora, depois desse susto inicial, vamos ver uma enxurrada de posts, webnários, palestras e e-books de como se faz, como se estivessem preparados a séculos pra esse momento.

Até o próximo susto!

Autor: Paulo Kendzerski
? Presidente do Instituto da Transformação Digital
? Membro do Enterprise Europe Network
? Diretor Presidente da agência WBI ON LIFE, desde 2000
? 30 anos de atuação no ambiente corporativo
? Especialista en Planejamento Estratégico Digital
? Consultor em mais de 500 projetos de inovação/e-commerce
? Prêmio "Campanha Destaque Google 2015”
? Autor do livro "Web Marketing e Comunicação Digital“ (2 edições – 2005 e 2009)
? coautor do livro "Impressão Digital. A tecnologia a serviço da Comunicação
? coautor do livro “Gigante de Vendas.

 

trans
forma
ções