Receba conteúdo exclusivo
sobre Transformação Digital
COMPARTILHE
  • Transformação Digital. Projeto ou Jornada?, compartilhar no facebook.
  • Transformação Digital. Projeto ou Jornada?, compartilhar no facebook.
  • Compartilhar por e-mail
Transformação Digital. Projeto ou Jornada?
03/01/2022

Muito se fala nos dias atuais sobre transformação digital. Uma profusão enorme de notícias, matérias e posts sobre o assunto. Acompanho este tema desde 2015, sim, muito antes do tema estar no centro das discussões do mundo dos negócios no Brasil, quando um prêmio do Google, pela melhor campanha no Youtube me deu a oportunidade de "enxergar" o que viria pela frente. Mas isso é história para outro dia, num café (é só me convidarem).

Percebo que existe uma certa “adoração” de colocar a assinatura de transformação digital em tudo que é feito dentro das empresas. Talvez porque sirva como uma garantia de que vai despertar a atenção dos decisores e por consequência, recursos para sua ativação. Não tem como reprovar, né?

Mas este não é o ponto que quero abordar neste artigo.

Transformação Digital é um projeto ou uma jornada?

Eu mesmo vou dar minha visão, baseado em dezenas de consultorias e diagnósticos de Maturidade Digital que fiz ao longo destes seis anos à frente do Instituto da Transformação Digital - ITD.

Transformação Digital precisa ser encarada como uma jornada, que até começa com projetos pequenos, na maioria das vezes atendendo demandas de determinadas áreas das empresas e quase sempre desconectados entre si. Normal isso acontecer, pois falta maturidade digital, pra quem está começando a investir e quase sempre acredita que investir só na tecnologia será a solução pra tudo.

A medida que a empresa passa a ter uma maior maturidade digital, percebe-se que o cliente passa a ocupar o centro do negócio, e todas as atividades passam a ter um redirecionamento pra atender estas expectativas, ao invés de resolver problemas internos.

A Transformação Digital passa antes, por uma mudança cultural (não vou falar disso, pois está batido demais, apesar da pouca adequação real das organizações) e, vou usar dois verbos para exemplificar melhor esta etapa:

EVOLUIR ou TRANSFORMAR seus processos e modelos de negócios. Sim, muitas empresas, independente de usarem a expressão "transformação digital" tem uma evolução ao longo do tempo, que as permitiu, não só sobreviver, mas crescer em momentos de crises. Outras precisam se transformar totalmente, pois o modelo de negócios não é mais adequado ao momento do mundo. Quantas empresas você conhece que perderam o bonde da história?

Concordo, mas com muuuitas ressalvas, com alguns "gurus" que apregoam que todas empresas serão de tecnologia ou que todas vão se transformar em grandes APIS.

Concordo no que tange ao uso das tecnologias para inovar seus negócios.

Concordo com a utilização massiva de APIS, pois o mundo está hiper conectado e as empresas que não souberem ou não investirem adequadamente na transformação dos seus sistemas, internas e externas, não vão sobreviver.

Mas discordo no ponto que afirmam que todas serão empresas de tecnologia, pois pra mim, tecnologia é um meio e não um fim. Tecnologia é comodities, ou seja, está ao alcance de todos. Basta entender onde se quer chegar, para entender o que precisa levar na sua jornada de transformação.

Uma empresa de varejo se transformará numa empresa de tecnologia?

Eu não acredito, pois o que uma empresa de varejo faz muito bem, é criar experiências que atraem o cliente, para consumir seus produtos, seja no formato presencial ou online.

A tecnologia nunca é o fim desta empresa. É o meio para atingir seus objetivos.

Tenho repetido uma frase desde 2016, quando iniciei no mundo da transformação dos negócios, que entendo que deveria ser a expressão mais adequada, porque o que estamos, eu e o mundo todo falando, é sobre transformação dos negócios e não "só" transformação digital.
 

"Não vão mais existir empresas divididas por categorias. Todas serão digitais, atuando em vários segmentos sem precisar dominar todos os estágios do negócio (produção, distribuição, vendas, atendimento)"


E é diferente dizer que uma empresa se transformou em digital e outra se tornou uma empresa de tecnologia.

Cito como exemplo uma das empresas mais maduras digitalmente no Brasil. E sugiro a leitura de um post do Daniel Knopfholz, vice-presidente de tecnologia do Grupo Boticário
(https://www.linkedin.com/posts/danielknop_digital-tecnologia-ugcPost-6877596091626356736-tLni/), publicado no final de 2021, onde ele declara inaugurada e finalizada a transformação Digital da empresa e decreta que, a partir daquela data, a empresa irá incorporar a TD como sua atividade fim e não mais como projetos pontuais.

Ou seja, a Transformação Digital j[á foi incorporada no DNA da empresa.

Quem já assistiu minhas palestras, sabe que sempre cito os ciclos que acontecem no mundo, desde 1780. Ciclos que duram em média 20 anos.

Em vários momentos foram revoluções, e hoje o termo utilizado é transformação, de tão impactante que se tornou no mundo dos negócios atuais.

A mesma situação aconteceu nos anos 60, quando do inicio, primeiro no Japão e depois no mundo todo, nasceram os programas de qualidade total. Virou uma febre mundial, onde todos queriam ter ISO´s e certificações diversas de qualidade total na sua empresa.

Hoje quem fala em programas de qualidade? Quase ninguém. Não que tenha acabado as preocupações com a qualidade dos produtos/serviços, mas sim que foram incorporadas as atividades do dia a dia das empresas.

O mesmo irá acontecer com a Transformação Digital.

Se a Revolução Industrial levou 100 anos para atingir 100% do mundo todo, a Transformação Digital irá levar 10 anos. Ou seja, estamos vivenciando uma Era do Consumidor hiper conectado, com os negócios se transformando a uma velocidade de Fórmula 1, mas com agilidade suficiente para correção de rumos, durante esta jornada.

E ai é que eu reforço a idéia de que a transformação digital é uma jornada e não um projeto. Um projeto tem inicio, meio e fim, 99% dos casos, ele termina como começou.

Já a jornada, é uma transformação constante, e nunca o inicio será igual ao fim. Até porque não terá fim nunca. A evolução da espécie humana prova isso.

Mas isso não significa que todas as empresas vão se transformar da forma adequada. Isso depende da metodologia que será utilizada na jornada de transformação digital.

E como diz um velho amigo, "não existe remédio errado. Existe a prescrição errada do tratamento para aquele paciente, no caso a empresa." Adaptando a frase para a realidade que percebo:
 

"Tem empresa comprando o remédio sem saber o resultado do exame"


Pense nisso, antes de entrar no cockpit da nave em rumo a jornada das estrelas, ops... antes de assumir a gestão da jornada de transformação digital do seu negócio.

A Transformação Digital primeiro precisa ser "entendida" pelas lideranças, para que os setores das empresas não fiquem trabalhando por projetos de curta/média duração, que muitas vezes são abandonados logo, por conta da velocidade exigida no mundo dos negócios.

E você? Concorda que a transformação digital é uma jornada ou entende que é um projeto?

Autor: Paulo Kendzerski
? Presidente do Instituto da Transformação Digital,
? Relationship Manager na HDN Digital,
? CEO da agência WBI On Life, desde 2000,
? Membro do Enterprise Europe Network,
? 30 anos de atuação no ambiente corporativo, desenvolvendo planejamento estratégico para empresas B2B e B2C,
? Especialista na construção de Ecossistemas de Negócios,
? Consultor em mais de 500 projetos de inovação/e-commerce,
? Prêmio "Campanha Destaque Google 2015”,
? Autor do livro "Web Marketing e Comunicação Digital“ (2 edições),
? coautor do livro "Impressão Digital. A tecnologia a serviço da Comunicação,
? coautor do livro “Gigante de Vendas.

#insightstransformadores
#transformacaodigital
#inovacao #negocios #modelosinovadoresdenegocios #projeto

Últimas Transformações

Edital de Inovação
15
Abril