Receba conteúdo exclusivo
sobre Transformação Digital
COMPARTILHE
  • A corrida das patentes de IA - Inteligência Artificial, compartilhar no facebook.
  • A corrida das patentes de IA - Inteligência Artificial, compartilhar no facebook.
  • Compartilhar por e-mail
A corrida das patentes de IA - Inteligência Artificial

"A Inteligência Artificial é a nova fronteira digital que vai ter um impacto profundo no mundo, transformando o nosso modo de viver e trabalhar".

A frase do diretor geral da Organização Mundial de Propriedade Intelectual (WIPO), Francis Gurry, é acompanhada de um alerta: "No entanto, existem preocupações sobre a natureza da IA ??e os desafios que ela pode representar para a humanidade. Qualquer resposta política a essas preocupações requer uma base factual comum para discussões entre os tomadores de decisão".

Dá para sentir uma certa tensão no ar, concorda?

E é por isso que a IA virou o primeiro tópico da série de pesquisas WIPO Technology Trends 2019. O relatório lançado no final de janeiro é denso e combina dados de pedidos de patentes, com a análise de publicações científicas, para criar uma estrutura técnica para entender a inovação em IA. A análise de dados é acompanhada por entrevistas com especialistas sobre o futuro da IA.

O ponto de vista da WIPO e sua principal métrica é o número de patentes globais registradas para a tecnologia. Os dados mostram que a China lidera, com um aumento impressionante em número de pedidos de patentes para IA.

Do lado da produção científica, universidades e centros de pesquisa chineses ocupam 17 dos 20 principais agentes acadêmicos em patentes de IA, assim como 10 das 20 maiores publicações científicas relacionadas a IA são chinesas. As patentes de IA de organizações chinesas cresceram 20% ao ano em média entre 2013 e 2016.

A China e os EUA são os dois escritórios mais populares para o registro de patentes de IA, seguidos pelo Japão. Juntos, esses três escritórios respondem por 78% do total de registros de patentes globais sobre a tecnologia.

Quanto a empresas, a IBM lidera o número de pedidos de patentes (8.290), seguida pela Microsoft (5.930), Toshiba do Japão (5.223) e Samsung da Coréia do Sul (5.102). Doze empresas japonesas estão entre as 20 primeiras, seguidas de 3 empresas sediadas nos EUA, 2 da Coréia do Sul, 2 da Alemanha e 1 da China.

De acordo com a WIPO, quase 340.000 invenções relacionadas à IA foram registradas para patentes desde o surgimento da tecnologia na década de 1950, com mais de 1,6 milhão de publicações científicas sobre o assunto. O ponto notável: mais da metade das invenções identificadas foram publicadas a partir de 2013.

Um relatório produzido pelo índice Nikkei da Bolsa de Valores de Tóquio mostra que entre 2016 e 2018, a China mais que dobrou (de 8 para 19) a quantidade de empresas no ranking top 50 de empresas de IA. Os EUA garantem os três primeiros lugares nesse ranking da Nikkei, mas caíram de 19 para 12 companhias entre as top 50.

Os pedidos de patentes para aprendizado de máquina dominam o WIPO. Registros de patentes relacionadas à aprendizagem de máquina tiveram taxa de crescimento médio anual de 28% entre 2013 e 2016. O relatório do WIPO também prevê que a IA crescerá com "grandes usos militares e econômicos" nos próximos anos.

trans
forma
ções